Artigos

Presb. Osmar de Lima Carneiro

Presb. Osmar de Lima Carneiro:
Apego aos Suínos

Apego aos suínos

 

Jesus e os seus discípulos tomam um barco e caminham pelo Lago da Galiléia. Não tarda vir uma tempestade que tenta soçobrar o barco. Cristo ordena que a tempestade se acalme e há grande bonança, como se colocasse uma mordaça no vento que se aquieta. O milagre é tão expressivo, que os discípulos habituados aos grandes feitos do Mestre, se perguntam: “Quem é este que age com tamanha altivez?”

Os barcos chegam à outra banda do lago, nas terras de Gadara, por onde governa Herodes Filipe. Sobem um barranco seguindo às pisadas do Mestre e percebem, do meio de um sepulcro, erguer-se estranha figura humana que se pôs a esgoelar-se:

- Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Peço-te por Deus que não me atormentes! Não me atormentes!

O Mestre reconhece na voz, um endemoninhado.

- Qual é o teu nome? Indaga Jesus.

Pulando sobre as pedras, o homem aproxima-se, nu e responde:

- Legião, eis o nosso nome.

- Retirai-vos deste pobre homem! – ordenou o Mestre.

Uma voz trôpega e cavernosa ululou:

- Filho de Deus Altíssimo, não nos mande para o abismo!

Não demorou aparecer na crista da escarpa, a cujo sopé estava o Mestre e os discípulos em frente ao possesso, uma vultosa manada de porcos. Com a aproximação dos animais, rogaram ao Mestre permitissem entrar naqueles porcos. E Jesus permitiu.  Os animais saíram em correria, tombando, aos gritos aterrorizados dos guardas e despencaram no abismo.

Do alto da colina, os porqueiros tomados de medo testemunhavam tudo, sobretudo porque viam o louco perfeitamente calmo.

- Deixe-me ficar contigo – dizia o homem agradecido ao seu Libertador.

- Volta para a tua casa, foste salvo para uma nobre missão – determinou o Mestre – conta aos teus familiares quão grandes coisas te fez Deus.

Os donos dos porcos, é que não estiveram pelos autos e pensavam: “se este Jesus continuar por aqui, dizimará todos os rebanhos... ”Certamente eram judeus que violavam a Lei, criando porcos (animais imundos) naquelas bandas e por isso não processam Jesus, solicitando perdas e danos.

Saiu o povo para ver o que se passa e acha o homem de quem saíram os demônios, vestido e em perfeito juízo, assentado aos pés de Jesus; e ficam dominados de terror. Mas pedem que Jesus se retire dali, pois estão com grande medo. E Jesus tomou de novo o barco e saiu.

Qual a sua preferência, Jesus ou os rebanhos de porcos? Aquele povo pertence à raça dos que sempre recusam o idealismo nobre, o sonho belo, a mensagem salvadora, para não abrir mão de sua comodidade e dos seus interesses; essa gente sempre existirá, preferindo aos heróis e aos poetas, aos profetas e aos santos, os seus rebanhos de suínos...

 

[listar artigos desse colunista]

IGREJA CONGREGACIONAL NO BESSA

Rua Cândida Nóbrega Ferreira, S.N. - Bessa - João Pessoa/PB
Fone: (83) 3021-2172