Artigos

Pr. Anderson José de Andrade Firmino

Pr. Anderson José de Andrade Firmino:
Como superar as tempestades da vida?

Como superar as tempestades da vida?

A vida não é indolor, nossa vida é timbrada de cactos e espinhos. A ansiedade e a depressão estão se tornado cada vez mais comum em nossos dias. Todas as pessoas de todas as classes sociais, de todas as idades e credos religiosos sabem o que é um coração aflito. Nenhum seguro, apólice de segurança ou sistema de alarme pode nos poupar dos dramas da alma.

Muitas vezes, as tempestades chegam como uma verdadeira Tsunami causando rachaduras em nossa casa e alagamentos em nosso coração. Esses dilúvios muitas vezes colocam no chão aquilo que levamos anos para construir. Um toró pode transformar um casamento edificado com abnegação e amor, num matrimônio egoísta e cheio de magoas. Chuvaradas existências podem converter sonhos nutridos na alma com tanto desvelo em um pesadelo agonizante. Essa tempestade pode se configurar através de uma doença incurável abala a família, um acidente trágico que ceifa uma vida cheia de vigor, um divórcio traumático que deixa o cônjuge ferido e os filhos amargurados ou uma amizade construída pelo cimento dos anos naufraga pela tempestade da traição.

Mas como sobreviver as tempestades? Como não adoecer a alma com os aguaceiros da aflição? Tempos de tornados, também são grandes lousas pedagógicas, momentos de tempestades, também são grandes divãs de reflexões. Portanto, a superação nas tribulações passa pelo caminho da confiança em Jesus Cristo apesar do aguaceiro. O Senhor está acima da tempestade, Ele trouxe vida ao moribundo Lázaro, libertou o atormentado gadareno e perdoou os pecados dos aflitos arrependidos. Como disse Hernandes D. Lopes: “A fé em Jesus é o único remédio para um coração turbado. A fé olha para Jesus e não para a tempestade. A fé ri das impossibilidades. A fé triunfa nas crises. Abraão creu contra a esperança. Paulo na hora do martírio disse: Eu sei em quem tenho crido”. O segundo passo para superação é se voltar para os atributos de Deus diante das neblinas e cerrações da desorientação. Deus é bom! As tempestades da vida não anulam a bondade de Deus. Não haveria o arco-íris sem a tempestade, nem o dom das lágrimas sem a dor. Só conseguimos enxergar a majestade dos montes quando estamos no vale. Só enxergamos o brilho das estrelas quando a noite está trevosa É das profundezas da nossa angústia que nos erguemos para as maiores conquistas da vida. Deus é soberano, santo, justo, onisciente e misericordioso. Olhe para o SER e OBRAS de Deus e encontrará consolo e conforto para sua alma.