Artigos

Presb. José de Arimatéa Menezes Lucena

Presb. José de Arimatéa Menezes Lucena:
ONDE ESTÁ, Ó MORTE, A TUA VITÓRIA?

A Palavra de Deus nos diz que sendo o pecado consumado, gera a morte (Tg 1.15). A morte não fez parte da criação de Deus. Era um elemento extramundo, que entrou no mundo pela desobediência de Adão (Rm 5.12). A partir de então, passou a reinar, sendo um inimigo invencível e insaciável, abatendo a todos. Ela é universal, por isso Jó ter dito: “Pois eu sei que me levarás à morte e à casa destinada a todo vivente” (Jó 30.23). Salomão diz que o homem não tem poder sobre o dia da morte (Ec 8.8). E o escritor aos Hebreus diz que “aos homens está ordenado morrerem uma só vez...” (Hb 9.27). Paulo diz que todos pecaram (Rm 3.23). Diz também que o salário do pecado é a morte (Rm 6.23). O homem tem medo da morte (Hb 2.15). Ele não se conforma com a mesma, porque foi feito para viver e não para morrer. Esse inimigo terrível e invencível foi fragorosamente derrotado pelo Senhor Jesus, que desceu do céu para livrar o ser humano da morte e dar-lhe vida eterna. A esse inimigo tão confiante, o Senhor Jesus mandou-lhe um desafio, por meio do profeta Isaias, dizendo que iria liquida-lo (Is 25.8). O duelo foi marcado. Porém, antes desse encontro, o Senhor Jesus, por três vezes, demonstrou o Seu poder, entrando na dimensão da morte e arrebatando três de suas vítimas: A filha de Jairo (Mc 5.21-43); o filho da viúva de Naim (Lc 7.11-17) e a Lázaro (Jo 11.1-45). Chegado o dia do encontro, o Senhor Jesus estava lá e a venceu. O apostolo Paulo diz que “não só destruiu a morte como trouxe a luz a vida e a imortalidade, mediante o evangelho” (2 Tim 1.10). O Senhor Jesus é a ressurreição e a vida. Ele é o Senhor da vida. A morte jamais poderia vence-Lo. Nós temos em Cristo a imortalidade (Jo. 11.25; Ef 2.4-6). A morte do crente é simplesmente um sono temporário (Jo 11.11; 1 Cor 11.30; 15.17-20 e 51). Para Deus a morte foi tragada na vitória, quando Ele ressuscitou a Jesus (At 3.15). Para nós crentes em Cristo, a morte será tragada na vitória no arrebatamento da Igreja (1 Cor 15.51-55). No arrebatamento da Igreja teremos consumada a vitória pelo Senhor Jesus Cristo (1 Cor 15. 57). E os que rejeitaram o evangelho de Cristo, que contem a imortalidade, terão seguramente a morte eterna. O apostolo Paulo fala sobre a vitória de quem tem Cristo, ele diz: “Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Co 15. 57). A primeira morte é biológica, que é a separação do corpo do espírito. A segunda é espiritual, separado de Deus e sofrendo por toda a eternidade.

Caro leitor, você viu que apenas Jesus nos livra da morte eterna. Porque Ele venceu a morte por nós e, por isso, somos vitoriosos por Ele. Não seja vitima da morte aqui na terra e na eternidade. Livre-se da morte eterna aceitando ao Senhor Jesus como Salvador, tenha assegurado a vida eterna e diga com confiança: “Onde está, ó morte, a tua vitória?”.

[listar artigos desse colunista]

IGREJA CONGREGACIONAL NO BESSA

Rua Cândida Nóbrega Ferreira, S.N. - Bessa - João Pessoa/PB
Fone: (83) 3021-2172