Artigos

Presb. José de Arimatéa Menezes Lucena

Presb. José de Arimatéa Menezes Lucena:
Quando ser bom não basta

Muitos cristãos acham que para conseguirem a vida eterna basta fazer caridade, isto é, boas obras. E agindo dessa maneira pensam que já têm assegurado o seu cantinho no céu. Não é isto o que a Bíblia ensina. O apóstolo Paulo diz que a salvação vem “por meio da fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2. 8,9). Esse Apóstolo ainda diz “que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo ... porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada” (Gl 2. 16).

A principal estratégia de Satanás é dizer que o homem pratique boas obras, faça justiça e seja correto. E assim não terá pecado. É comum a gente ouvir de pessoas sem Cristo o seguinte: “eu não bebo; eu não fumo; eu não faço mal a ninguém; eu procuro ajudar as pessoas; portanto, não tenho pecado. Esse entendimento está perfeito e plenamente de acordo com o que Satanás quer. Ele deseja que o homem faça tudo isso, contanto que não conheça a Jesus Cristo como Salvador. Porque se o homem reconhecer a Jesus como Salvador estará salvo, liberto das garras de Satanás. O Senhor Jesus diz: “Se pois o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (Jo 8. 36).

Há aproximadamente dez anos, li num livro sobre o espiritismo que certo homem era caridoso e recebia espíritos de luz, como se fossem da parte de Deus. Esses espíritos recomendavam a pratica da caridade. Um dia, esse homem foi alertado por um evangélico a testar se esses espíritos vinham da parte de Deus. Bastaria perguntar se Jesus veio em carne. O apóstolo João diz: “...todo espírito que confessa que Jesus veio em carne é de Deus. E todo espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus” (1 Jo 4. 2,3). Na sessão espírita, o homem não recebeu espírito e deixou que outro médium, colega seu, recebesse. Quando o espírito baixou ele perguntou se Jesus veio em carne. O espírito, com voz muito meiga, disse: “filho, porque duvidas? Segue o teu Mestre em amor e caridade. O homem se deu por satisfeito. Mas, ao chegar em casa, percebeu que o espírito não respondera a sua pergunta. Então, na outra sessão, o homem repetiu a pergunta ao espírito e este respondeu também de forma muito meiga: “filho, porque continuas a duvidar? Segue o teu Mestre em amor e caridade”. O homem insistiu na pergunta de forma enfática. E o espírito deu um grande berro e saiu bruscamente do homem que estava possuído, deixando-o desmaiado. O homem que fizera a pergunta viu que durante toda a sua vida fora enganado por Satanás, que anunciava para ele praticar as boas obras, ser justo em toda a sua maneira de viver e que teria o seu lugar no céu. Satanás ainda diz que não precisa conhecer a Cristo. Isso é invenção de crente; porque todos são filhos de Deus, e todas as religiões levam a Deus. Esse homem viu a importância de reconhecer a Cristo como salvador, converteu-se e hoje é Pastor.

Satanás arma essa ratoeira para as pessoas que acham que apenas as boas obras salvam. E quanta gente de boa índole enganada por ele e sem poder sair desse labirinto, porque Satanás cegou o entendimento delas para que não conheçam a Cristo e sejam salvas.

O crente tem a grande missão de anunciar à humanidade a necessidade de reconhecer, pela fé, o Senhor Jesus como Salvador, porque praticar boas obras sem estar ligado a Cristo não garante a salvação, porque a única forma de salvação é via Cristo, não há outro caminho que leve o homem a Deus.

[listar artigos desse colunista]

IGREJA CONGREGACIONAL NO BESSA

Rua Cândida Nóbrega Ferreira, S.N. - Bessa - João Pessoa/PB
Fone: (83) 3021-2172