Artigos

Presb. José de Arimatéa Menezes Lucena

Presb. José de Arimatéa Menezes Lucena:
Clone tem espírito?

O clone é uma multiplicação assexuada de um indivíduo. É uma forma de propagação assexuada, muito comum, no reino vegetal. Mas, no reino animal não existe clone animal, pois a forma de reprodução é a sexuada. O cientista escocês Ian Wilmut, em 1996, revolucionou o mundo científico ao anunciar a criação de um clone animal, que foi a ovelha Dolly. Uma reprodução assexuada de um animal adulto, a partir da fusão de um núcleo celular com um óvulo. Quando a forma de reprodução animal normal é a junção de um espermatozóide com um óvulo.

Essa técnica permite obter clone animal de qualquer espécie. Cientistas chineses anunciaram, recentemente, que obteve o embrião clonar do urso panda, espécie ameaçada de extinção. Eles vão colocar o embrião no útero de uma ursa, que servirá como mãe de aluguel.

A técnica anunciada permite obter clone humano. Os governos dos países ricos anunciaram que não financiarão pesquisas de clonagem humana. A ética e a religião também têm combatido, fortemente, esse tipo de pesquisa. Mas, sabe-se de cientistas, que não aceitaram se submeter a essa determinação, por entender que tudo é válido para o progresso da ciência. São pessoas que não têm temor a Deus.

Mas, se o homem chegar a desenvolver o clone humano, será que ele terá espírito? A revista Veja, de 21.07.1999, traz a seguinte indagação: Clone tem alma? Alma aqui se refere ao espírito. Adiantamos que concordamos com a corrente teológica da tricotomia, isto é, a de que o homem tem corpo, alma e espírito. Já a corrente dicotômica diz que o homem tem apenas corpo e alma. A citada revista colheu opinião de algumas pessoas sobre essa pergunta. O Frei Leonardo Boff diz: “o clone tem alma, porque não existe corpo sem alma e vice-versa”. Moacyr Petrone, da Federação Espírita do Estado de São Paulo, diz que tem alma. O rabino Henry Sobel diz: “clone não tem alma, porque alma é algo divino”. Para o Frei Marcio Couto, de São Paulo, existem dúvidas: “Se o ser clonado fosse apenas uma espécie de robô, é claro que não haveria alma; mas se esse ser adquirisse consciência e liberdade teria alma, sim”. O Pastor Nilson Fanini, da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro, diz: “a alma é criada por Deus. Através da lei da transmissibilidade é passada de pai para filho”. E, para a mãe de santo Sylvia de Oxalá, de São Paulo: “desde que tenha vingado, tem alma. Onde houver um sopro de vida há alma”.

Dentro de nossos parcos conhecimentos, acreditamos que o clone humano não terá espírito. Porque Deus, ao criar o homem à Sua imagem e à Sua semelhança, soprou o fôlego de vida nesse homem, elemento este que os animais não tem. Essa parte espiritual é que faz a grande diferença entre os homens e os animais. O apóstolo Paulo mostra que o homem tem corpo, alma e espírito. Vejamos o que ele nos diz: “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito e alma, e corpo...” (1 Tes. 5. 23). A alma corresponde as emoções, a consciência, a inteligência. Os animais têm apenas essas duas partes. O clone humano, no nosso entender, terá apenas corpo e alma. Não terá a essência divina, que é o espírito. O Espírito de Deus se comunica com o espírito do homem. O crente espiritual vive em comunhão com Deus e entende as coisas espirituais. O homem quando aceita a Cristo como Salvador, nasce de novo. Ele estava morto espiritualmente e passou a ter vida. Mas, ele tinha a parte espiritual, só que estava morta devido ao pecado. Vejamos o seguinte: A Bíblia diz que Deus, em Seus propósitos, escolheu um povo para fazer parte da Igreja de Cristo, antes da Fundação do mundo. Se Deus chamou, por exemplo, José da Silva para formar este povo. Então, José da Silva passa a ter vida espiritual e passa a ter uma nova dimensão, a qual o homem natural não a tem. Agora, admitamos que o homem resolvesse criar dez clones de José da Silva. Dessa forma, teríamos uma série de réplicas de José da Silva, isto é: José da Silva I, José da Silva II, José da Silva III ... e José da Silva X. José da Silva, o original, tem corpo, alma e espírito. Os clones apenas corpo e alma. Estes clones não fazem parte da Igreja de Cristo. Simplesmente porque não foram escolhidos por Deus, antes da fundação do mundo. Eles são obras da criação do homem e não foram criados por Deus. Portanto, não têm o elemento divino, essencial para a comunicação com Deus. O Senhor Jesus morreu na cruz por José da Silva, obra das mãos de Deus. Ele não morreu pelo batalhão de clones de José da Silva, criado pelo homem. Estes clones humanos jamais ouvirão a voz do Espírito de Deus, chamando-os para fazerem parte de Sua Igreja, porque eles não estão nos planos eternos de Deus. São frutos da louca sabedoria humana.

Como o clone terá corpo e inteligência, ele terá o corpo e a inteligência daquela espécie. Por exemplo: o clone de uma ovelha terá corpo e inteligência de ovelha, como é o caso da ovelha Dolly, que é um clone animal. O clone do urso panda, que brevemente nascerá, terá o corpo e a inteligência do urso panda. E assim, qualquer clone animal terá o corpo e a consciência dos animais de sua espécie. Semelhantemente será o clone humano. Ele terá corpo e alma, porém não terá o espírito, porque este quem dá é Deus e não o homem, porque está é uma essência Divina. O clone poderá ser dócil ou arisco, dependendo de suas emoções. Satanás aprisionou o homem a nível de alma. Ele tem influência sobre suas emoções. De maneira que ele terá forte influência sobre o clone humano, porque este não terá, em sua estrutura, a parte divina. O homem foi feito bom. Mas, ao pecar, teve todas as partes de sua natureza corrompidas. De modo que, o bem e o mal passaram a fazer parte do ser humano. O apóstolo Paulo mostra a luta interna no homem, entre o bem e o mal: “Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Acho então esta lei em mim; que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Miserável homem que eu sou!” (Rm. 7. 15-24). Diante do que o apóstolo Paulo diz sobre a lei do pecado dominando o homem que tem a essência divina. Agora, imagine a sua influência sobre um clone humano, o qual não tem a essência divina.

O homem, nos dias de hoje, ainda escuta a mesma mentira que Satanás jogou para Eva, dizendo: “...sereis como Deus... (Gen. 3.5). E nessa busca incessante ele quer ser semelhante ao Criador, fazendo também a sua criatura. Quando a sua obrigação é temer a Deus e guardar os seus mandamentos, pois este é todo o dever do homem. Assim procedendo irá usufruir das bênçãos concedidas por esse Deus Magnífico.

[listar artigos desse colunista]

IGREJA CONGREGACIONAL NO BESSA

Rua Cândida Nóbrega Ferreira, S.N. - Bessa - João Pessoa/PB
Fone: (83) 3021-2172