Artigos

Presb. Osmar de Lima Carneiro

Presb. Osmar de Lima Carneiro:
Eles desapareceram, mas Jesus...

Jesus chamando Pedro e os filhos de Zebedeu, Tiago e João, pôs-se a galgar a montanha, provavelmente nas vizinhanças de Cezaréia de Filipe, num dos contrafortes da cordilheira do Hermon, para um retiro de oração. À proporção que subiam, a paisagem alargava-se por todos os lados até que atingem o pico do monte, longe dos homens,  mas bem perto de Deus.
Jesus transfigurou-se diante dos discípulos e nessa ante-sala da cruz, vieram, o implantador da Lei (Moisés) e o profeta reformador (Elias), para solidarizar-se com Ele – o Rei Messiânico. Não podemos avaliar o tempo que ficaram conversando, utilizando o alfabeto das estrelas, a suavidade das nuvens, a intimidade do céu, o ar puro de santidade e glória; sabemos, sim, que a conversa girou em torno do sofrimento do calvário, tema que provocou a crise que trouxe o Mestre e os seus discípulos ao monte para a oração.

Após alguns instantes de conversa, os nobres visitantes resolveram sair, discretamente desapareceram de cena, aproveitando uma nuvem que os envolvia exatamente no momento em que soava uma voz que dizia: “Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo: escutai-o”.

Os discípulos caíram por terra com a força da Palavra de Deus, tiveram medo do sobrenatural e, por algum tempo, ficaram como que dormindo; mas o Mestre tocou neles, despertando-os e quando ergueram os olhos, ninguém viram senão unicamente a Jesus. A mensagem que receberam, “Este é o meu amado Filho, escutai-o”, ficou falando forte e sempre:
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para falar da caminhada até a cruz;
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para falar de Amor;
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para falar das Boas novas;
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para perdoar pecados;
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para salvar o homem;
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para exercer autoridade;
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para vencer a morte;
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para exercer o ministério profético;
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para exercer o ministério sacerdotal;
...Escutai-o, porque Ele é suficiente para ser Rei sobre todas as nações;
...Escutai-o, porque Ele é o meu amado Filho!

A cena da transfiguração se deu tão acima da terra, num lugar tão perto do céu, num ambiente tão celeste, que não devia ter espectadores que não fossem da intimidade do Mestre. Deus quer os seus alcançando harmonia com o céu, é tanto que mandou o seu amado Filho, com autoridade suficiente para nos salvar e nos abençoar. Moisés e Elias sairam de cena, após a transfiguração, como se deixassem um recado: Ele é suficiente!

Para desfrutarmos de todo esse fulgor, basta, tão somente, aceitarmos a sugestão da voz que saiu da nuvem: “Escutai-O, porque é o meu amado Filho, em quem me alegro”

[listar artigos desse colunista]

IGREJA CONGREGACIONAL NO BESSA

Rua Cândida Nóbrega Ferreira, S.N. - Bessa - João Pessoa/PB
Fone: (83) 3021-2172