Artigos

Presb. Osmar de Lima Carneiro

Presb. Osmar de Lima Carneiro:
Ele Ressuscitou!

As mulheres lamentaram, choraram, foram-se; voltariam depois à tumba, movidas pelo coração, mas pensando num sepulcro sem significado, sem mensagem e sem futuro, porque guardava um Jesus morto! Era o fim da esperança de um grupo de piedosas mulheres. Mas onde termina a esperança, aí está o mais promissor começo dos frutos. Onde a treva é mais densa, aí está para raiar a fulgurante luz que não conhece ocaso.

As mulheres voltam ao sepulcro e com espanto verificam a ausência dos soldados; a grande pedra que trancava o sepulcro – aquela que tinha o carimbo de Pilatos - estava removida e o túmulo aberto. Penetram na caverna, cautelosas, sôfregas, palpitantes e vêem que os lençóis que envolviam Jesus estão dispersos à boca negra e triste da sepultura.
- Levaram o Mestre, o seu corpo não está aqui, exclamam!

Surgem dois varões de roupas que cintilam, e informam:
- Ele não está aqui, ressuscitou!

Pedro, é o primeiro dos discípulos, a receber das mulheres, a notícia e, com o discípulo amado, precipita-se em direção ao horto, quase voando, tamanha é a sua pressa. As mulheres também saem meio trôpegas em busca de mais novidades. Pedro entra no túmulo e constata a veracidade das informações. O túmulo está vazio da morte e da dor. Enquanto as mulheres articulam alguns gestos e palavras, dois varões cujas vestes fulguram como a neve, cintilando ao sol, continuam com a informação:
- Aquele a quem buscais não está aqui, ressuscitou!

Elas continuavam incrédulas, viram-no ser sepultado pelo Senador José de Arimatéa. Mas os anjos não deixam qualquer dúvida na notícia:
- Ele não está aqui, ressuscitou!!!

Levaram-No, exclama uma delas!

Outra, num pranto convulso, ajoelha-se, beijando a pedra do túmulo.

Mas a claridade daquela manhã é mais aguda que o raio, ilumina a caverna, o horto e todas as pessoas. Elas caem deslumbradas e continuam ouvindo a voz dos jovens de vestes fulgurantes:
- Aquele a quem procurais não está aqui: ressuscitou!

Todos estão felizes, esperavam vê-lo morto, sepulto, inerte, mas foram surpreendidos, encontraram-No vivo e fazendo promessas:
- Eu irei adiante de vós!

Diante de quadro tão belo, só nos resta divulgar ao mundo que Jesus nasceu em Belém, numa humilde manjedoura e foi batizado por João numa solenidade simples, mas, incompreendido, sofreu uma covarde traição, uma prisão impiedosa, um julgamento imparcial, uma condenação injusta e uma cruenta morte. Entretanto, vemo-Lo vitorioso, ressurreto!

Tenhamos esperança, Ele Ressurgiu! Acreditemos nas verdades de Deus, quando nos ensina que O MELHOR É VIVER!

[listar artigos desse colunista]

IGREJA CONGREGACIONAL NO BESSA

Rua Cândida Nóbrega Ferreira, S.N. - Bessa - João Pessoa/PB
Fone: (83) 3021-2172