Artigos

Presb. Osmar de Lima Carneiro

Presb. Osmar de Lima Carneiro:
Desperta, tu que dormes!

A terra parece adormecida até aos extremos confins. Dorme a humanidade sofredora: os vencidos, os humilhados, os pobres, os doentes, os desamparados, os ofendidos, os iludidos, os tristes e, até os santos.

Pelas estradas desertas estendem-se as sombras ermas dos barrancos e das árvores. Pelos campos, nenhum rumor. Nas cidades, reina a insegurança e o povo se encolhe. Só o pecado está desperto!

Nas casernas dos poderosos, militares ociosos jogam os dados. Nos triclínios da malversação de vidas, corpos enlaçam-se voluptuosamente. Nos desvãos das favelas e morros, salteadores discutem a partilha do roubo. Nos pátios dos quartéis, tramam tudo, menos estratégias para garantir a segurança do povo. E, defendido por muralhas, e por contrafortes feitos de barreiras humanas, entre reposteiros de púrpura e enebriados pelo aroma do poder, os governantes sorvem, em taças de ouro, o vinho capitoso do desdém.

E tudo isso é o nosso povo degradado, não somente pelo sofrimento, mas até pelo prazer.
Esse espetáculo que se estende pelos quadrantes pátrios, nos leva, cada dia, à presença maravilhosa de Jesus: o verbo que se fez carne e habitou entre nós e a examinarmos a sua Palavra, sobretudo  refletindo sobre uma recomendação neotestamentária: “Desperta, tu que dormes...”.

Enquanto nós estamos desmaiados na sonolência do pecado, hipnotizados pelos prazeres mentirosos deste mundo, solidários aos adeptos da teologia dos colchões macios, muitos se desesperam, se desapontam, se perdem!

À Enquanto Sansão dormia nos braços de Dalila, a sua deusa, ela o traía, cortando os seus cabelos, sugando a sua força.

Á Enquanto Jonas dormia, embalado nas ondas da sua desobediência a Deus, o navio em que viajava soçobrava em alto mar.

 Enquanto Jesus sofria, no Getsemane, lutando contra a cruz, os seus discípulos dormiam o sono da indiferença, da falta de solidariedade, em profundo estado de catalepsia espiritual e logo o Mestre seria preso.

Mas, enquanto muitos caem no sono desta vida, anestesiados pela ação do pecado, assentados nas janelas dos prazeres, se distraindo no alto de sua vaidade, cochilando nos colchões macios, adormecidos nos edredons da imoralidade, você fique desperto, proclamando o evangelho, cultivando uma vida de oração.

Enquanto outros tombam no solo da fraqueza e da desilusão, despertos, acolhamos a recomendação: “Não durmamos, pois, como os demais, antes vigiemos e sejamos sóbrios”- I Te 5:6.

[listar artigos desse colunista]

IGREJA CONGREGACIONAL NO BESSA

Rua Cândida Nóbrega Ferreira, S.N. - Bessa - João Pessoa/PB
Fone: (83) 3021-2172